Comparação com a tecnologia convencional

Nova tecnologia em comparação direta com rebocadores convencionais

Abastecendo com hidrogênio: A STILL e seus parceiros apresentam uma empilhadeira RX 60 com motor de células de combustível de segunda geração.

O projeto no aeroporto de Hamburgo pretende testar intensivamente a interação do sistema de células de combustível com os rebocadores. O teste se concentra nas características de direção, desempenho ao longo de um turno, facilidade de uso, consumo de energia e versatilidade. Em seguida os valores e resultados dos testes serão comparados com os dados correspondentes de rebocadores convencionais para avaliação.

Tecnologias de células de combustível são muito adequadas para uso em empilhadeiras industriais. A STILL já comprovou isso com uma empilhadeira elétrica R 60 adaptada para operar com células de combustível. Para essa adaptação, modificaram-se as interfaces mecânicas e elétricas da empilhadeira para adaptar-se à nova tecnologia. Em 2003, o veículo inovador foi apresentado inicialmente ao público na 3a Feira Internacional para Tecnologias de Hidrogênio e Células de Combustível em Hamburgo, despertando grande interesse. Depois disso, a empilhadeira foi utilizada com sucesso por vários anos no aeroporto de Munique. Ao longo desse projeto, a STILL conseguiu reunir uma grande experiência técnica na área. Enquanto isso, uma RX 60 foi adaptada com um sistema de células de combustível de última geração. A empilhadeira tem uma capacidade de carga de 4,99 toneladas em um centro de carga de 500 mm, e também foi apresentada como inovação ao ser entregue ao aeroporto de Hamburgo. Essa empilhadeira ainda reunirá mais experiência com os diferentes aspectos de uso.

A STILL é um dos principais fornecedores de empilhadeiras elétricas. Além disso, a empresa tem uma longa experiência com sistemas de direção com diesel e energia elétrica e componentes com tecnologia híbrida. Esses conceitos têm sido aperfeiçoados constantemente ao longo dos últimos anos, de acordo com os desdobramentos econômicos e ecológicos. Com esse pano de fundo, entrar no campo da tecnologia de células de combustível era um passo lógico para a empresa com sede em Hamburgo, porque as tecnologias de tração estão relacionadas. Comparada à combustão, a geração de energia elétrica a partir de um processo químico traz vantagens consideráveis: entre outras, a grande eficiência e a operação sem poluentes, sobretudo CO2, e a conservação das reservas de energia fóssil.